Revista Criança Cidadã - Matérias

Editorial

Edição 03 - Agosto/Setembro 2010

Nossa Associação Benefcente Criança Cidadã (ABCC) sofreu uma
perda irreparável no dia 23 de julho. O falecimento do maestro Cussy de
Almeida foi, de fato, um acontecimento doloroso para toda a sociedade pernambucana – principalmente, para os meninos e meninas do Coque, que tiveram o maestro como arauto da boa música, da educação e da solidariedade. Nesta edição, as páginas especiais vão para Cussy, como também a seção de textos das crianças da Orquestra, que vêm com testemunhos doces e fortes sobre seu mestre.

O maior desejo de Cussy era que a Orquestra Criança Cidadã continuasse
no caminho do sucesso independentemente das inevitáveis mudanças que atravessassem o percurso. Pois bem: o projeto segue em frente, e fortalecido pelos anos e pelo reconhecimento. O aniversário de quatro anos dos Meninos do Coque lotou o Teatro Guararapes e justificou a abrangência já internacional do grupo. O espetáculo será exibido pela Rede Globo Nordeste no próximo dia 13 de dezembro. Fiquemos atentos.

Uma boa novidade que contribui para a expansão dos projetos da ABCC
é o reforço da tradicional Campanha Clarear, frmada com a Celpe. A ABCC vem apostando na solidariedade dos estudantes pernambucanos para angariar mais colaboradores. Um banner no site da Associação www.associacaocriancacidada.org.br) informa sobre a possibilidade de
ajudar crianças em situação de risco, objetivo maior da ABCC. Vale a pena conferir.

E outras matérias discutem a problemática da infância em viés
questionador – e por que não positivo? Trazemos, nesta edição, a
questão dos nomes próprios, às vezes, elevados à esfera artística devido
à criatividade de mães e pais. A reportagem da Criança Cidadã descobriu que muitos jovens e adultos convivem bem e até gostam de seus nomes diferentes. Outro texto exibe a realidade de crianças e adolescentes que usam talento na dança para sobreviver. É o caso do Breakdance, que pode ser observado nas ruas do Recife.

Conheça, também, a ação da ABCC que ajuda moradores de rua, o “Aluguel Temporário”, e siga os passos do pianista Vitor Araújo, que já
virou referência nacional. Vitor é a primeira personalidade jovem que
abordamos na Revista Criança Cidadã. Nossa idéia é, a partir deste número, sair em busca desses talentos, inspiradores para quem deseja seguir carreira nas artes – ou sente que pulsa, escondida, aquela vontade perturbadora.

Boa leitura.

Confira outras edições