Revista Criança Cidadã - Matérias

Personagem - Herlange Lira

Edição 26 - Maio/Agosto 2018

Quem chegar no Núcleo do Ipojuca, não ouvirá diferente: é “tia Herlange” para cá, “tia Herlange” para lá. Nem se trata da informalidade no tratamento com a auxiliar pedagógica, Herlange Lira, 28. Alguns realmente são seus parentes de consideração e outros vão no embalo – afinal, a ex-moradora de Camela conhece muita gente do distrito. Entre os profissionais, também é querida pela sua gentileza. E sempre foi assim, desde o cargo anterior, como auxiliar de serviços gerais, entre o final do ano de 2014 e o início de 2017. Há quase dois anos no novo cargo, os desafios a estimulam: “É igualmente trabalhoso, pois lido com a coordenação pedagógica, os alunos e pais e todos os profissionais; mas é também prazeroso, pois consigo colocar em prática o que aprendi na faculdade”. Herlange concluiu a graduação em Pedagogia na Faculdade José Lacerda Filho de Ciências Aplicadas (Fajolca) em junho, pouco antes de dar à luz Ágatha Hellen. A nova missão está rodeada de ansiedade, mas a empolgação também é alta: “Espero que consiga ser uma boa mãe, e, na minha vida pessoal e profissional, desejo aprender cada vez mais”. Mesmo sem ser da área musical, Herlange parece ter internalizado a Metodologia Suzuki – principal base teórica do ensino instrumental na OCC – desde o período gestacional, como recorda: “A música teve um papel importante, alguns alunos paravam para tocar perto da barriga e a bebê sempre reagia conforme o ritmo da música, mais calma ou agitada”. Aos alunos, o desejo de Herlange é de que se destaquem ainda mais: “Sempre ficaremos felizes pelo crescimento deles”. (TF)

Confira outras edições