Revista Criança Cidadã - Matérias

OCC brilha em reality show musical italiano

Edição 24 - Setembro/Dezembro 2017

Seis músicos do projeto se apresentaram no programa Prodigi La Musica è Vita, em Roma, que arrecada doações para as atividades do Unicef na Itália todos os anos

- Paula Passos

Um palco imponente, muitas luzes e câmeras. Na plateia, embaixadores, funcionários, doadores e convidados do Unicef. Este foi o cenário da gravação do programa Prodigi La Musica è Vita, no Auditorium della Conciliazione, em Roma, exibido em 18 de novembro, pela emissora de TV italiana Rai. A Orquestra Criança Cidadã também se apresentou no concurso de talentos como um dos três projetos sociais convidados.

Rhillary Vitória (oboé), Jamesson Batista (fagote), Luhan Lucena (violino), João Victor (violino), Cícero Bezerra (viola) e Layla Rodrigues (clarineta) representaram a OCC no palco do Prodigi executando Gabriel’s oboe, do compositor italiano Ennio Morricone. A música fez parte da trilha sonora do filme A missão (1986), de Roland Joffé. Além da Orquestra, representantes da Síria e do Quênia integraram o elenco artístico convidado.

A produtora de eventos da Orquestra, Gabryella Boudoux, que acompanhou os músicos nessa viagem com o maestro Nilson Galvão Jr., destaca o que mais chamou atenção nesta experiência. “Acho que essa foi a viagem que senti mais impacto neles, porque muitos nunca tinham viajado para fora do país, nem tinham conhecido um clima diferente, comidas diferentes, além, claro de terem tido uma rotina de músicos profissionais internacionais, com horários extenuantes de ensaio, muita disciplina, ajuste nos mínimos detalhes nos ternos, vestidos”, explica.

O maestro Nilson Galvão Jr. concorda com Gabryella quanto à grandiosidade do evento: “o palco era enorme, intimidador. Eles tocaram sendo observados pela Orquestra de Roma. Temi um pouco por eles, mas eles foram muito seguros e profissionais e a apresentação saiu muito melhor do que eu podia imaginar. Fiquei muito orgulhoso de ver como eles estão amadurecendo”. O coordenador geral da OCC, João Targino, e sua esposa, Myrna Targino, presidente da ABCC, acompanharam toda a gravação, na plateia.

Antes da apresentação, o maestro Giuseppe Vessicchio, que conheceu a OCC em outubro, falou aos presentes que, desde que soube que a Orquestra ficava dentro de um quartel, ficou curioso para conhecer o projeto. “Esses quatro dias que fiquei lá foram emocionantes por muitos motivos, mas especialmente pela razão de a música, de uma maneira forte, ser capaz de fazer esse milagre de transformar a vida desses jovens”, declarou, entusiasmado.

ROTINA EM ROMA — A comitiva do Recife chegou a Roma no dia 04 de novembro e, em alguns momentos de folga, conheceu pontos turísticos da capital italiana. A experiência para a oboísta Rhillary Vitória significou muito: “foi a primeira vez que viajei de avião, que viajei para fora, que toquei como solista, então, foi muito importante para mim. Lá também passeamos bastante a pé, conhecemos a Fontana di Trevi, o Coliseu, o prédio da Prefeitura, que é lindo. Foi uma sensação muito incrível, principalmente, quando eu ouvi o som do meu oboé estrondando no auditório. Ficou muito lindo!”, conta extasiada.

A gravação do programa foi realizada no dia 07 e, no dia seguinte, o maestro Nilson Galvão representou a Orquestra num bate-papo com o diretor geral do Unicef Itália, Giacomo Guerreri, e com as demais instituições sociais participantes. No final da ocasião, os presentes puderam ouvir os alunos da Orquestra Criança Cidadã.

PREPARATIVOS NO BRASIL — O convite para participar desse evento chegou através do Unicef Brasil. Antes da viagem à Europa, a equipe de produção da Endemol Shine Itália e do Unicef Itália — junto com Lídia Tamy Carvalho, coordenadora de Marketing do Unicef Brasil — chegaram à OCC em outubro para gravar um minidocumentário sobre o projeto, mostrando também parte da realidade do Recife e contando histórias das crianças integrantes da Orquestra e da ABCC, que foi exibido antes da apresentação.

Sobre a gravação no Recife, que durou uma semana, Lídia afirmou: “ficamos felizes com o resultado do trabalho! Num primeiro momento, priorizamos as cenas com o maestro Giuseppe Vessicchio e conseguimos ótimos registros de interação dele com os meninos. Ele veio conhecer a OCC e ficou encantado com as aulas ministradas e com a qualidade da música que os meninos tocam”. Lídia acompanhou a Orquestra em todo processo: do primeiro contato ao grande dia na Itália.

Junto com a equipe de gravação, composta por Giuseppe Carrieri (diretor), Andrea Longhin e Irene Felici (câmeras) e Ermanno Labianca (produtor), vieram ao Recife Álvaro Mendes e Enrico Noviello, do Unicef Itália. Além da equipe técnica, o maestro Giuseppe Vessicchio, jurado do programa, participou das gravações na capital pernambucana. Ele gostou tanto do projeto que escreveu um arranjo especial de Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, para a Orquestra, com um solo de oboé em homenagem a Rhillary.

Confira outras edições