Revista Criança Cidadã - Matérias

Obrigado, doutor!

Edição 03 - Agosto/Setembro 2010

Graças à Unimed Recife, meninos da Orquestra têm plano de saúde garantido

Entre os benefícios estendidos aos 130 meninos e meninas da Orquestra Criança Cidadã, está o atendimento médico gratuito por meio da Unimed Recife. Há quatro anos, quando a Orquestra estava nascendo e buscava apoios, deu-se o primeiro passo para a concretização da parceria: um encontro entre o coordenador geral da Orquestra Criança Cidadã, juiz João Targino, e a presidente da Unimed Recife, Maria de Lourdes Araújo, na saída do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

A doutora Maria de Lourdes conta como, a partir daí, começou o relacionamento entre os parceiros. O pedido de João Targino foi claro: que a Unimed Recife ajudasse os meninos do Coque, que precisavam de atendimento de saúde.

Maria de Lourdes, interessada no projeto, botou o pedido na pauta da reunião com o conselho da cooperativa. A aprovação foi imediata. “Todos adoraram a ideia de ajudar as crianças em situação de risco”, conta. Um trabalho que é feito com muita dedicação e boa vontade.

Com a contribuição da Unimed Recife, o fato é que todas as crianças vêm melhorando nos aspectos de saúde, principalmente o odontológico. Desde o início, foram feitos 24 atendimentos por mês em Odontologia e 18 atendimentos, também mensais, em consultas variadas. “Todos os 1816 médicos da cooperativa se sentem muito felizes em ajudar os meninos. Principalmente porque esse é um tipo de colaboração que nós realmente vemos retorno. Nós sabemos no que estamos contribuindo, não é algo abstrato. Isso é muito importante para quem ajuda”, diz Maria de Lourdes.

A médica comenta sobre o retorno que tem dos familiares dos meninos e, ao mesmo tempo, dos médicos que os atendem. “Muitas vezes, os médicos terminam o atendimento de algumas das crianças da Orquestra e depois me ligam para dizer como foi bom recebê-las no consultório”. Acompanhando os passos da Orquestra Criança Cidadã, Maria de Lourdes sempre visita o projeto e não deixa de assistir às apresentações. “Observo o aprimoramento de cada um. O sentimento de felicidade me invade todas as vezes.”

Confira outras edições