Revista Criança Cidadã - Matérias

Uma bem-vinda vitrine para novos talentos de todo o Brasil

Edição 23 - Maio/Agosto 2017

Nilson elogia iniciativas como a do Festival Tinta Fresca, promovido pela Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, que estimulou uma nova safra de compositores em nível nacional, entre eles o recifense Paulo Arruda, finalista do Tinta Fresca por duas ocasiões, 2012 e 2015. O maestro então procurou colegas conterrâneos, com o intuito de estimulá-los a escreverem obras inéditas para a Orquestra Criança Cidadã.

A primeira a atender o chamado foi Syrlane Moura de Albuquerque (vide Perfil da Edição n° 22), contemporânea de Nilson na Campbellsville; depois, Paulo Arruda, e, mais recentemente, Mateus Alves, autor da trilha sonora do filme Brasil S/A. Também estão na fila Ivanubis, Iuri Gama, Jorge van der Linden, Gabriel Fernandes e Bruno Oliveira, integrantes, junto com Paulo Arruda, do coletivo ReForma Sonata.

Para o I Concurso de Jovens Solistas, naturalmente emergiu o nome de Clóvis Pereira (vide resumo de sua vida e obra no infográfico central), que também motiva o maestro Nilson a idealizar um futuro CD da Orquestra Criança Cidadã com peças do músico caruaruense, junto com as partituras dedicadas por Syrlane e Paulo. A intenção é que o concurso contemple solistas de outros instrumentos, ao longo das futuras edições, e se alterne com a realização de um festival de música, com duração de pelo menos uma semana, nos anos pares.

CONCERTINO – A peça de confronto da primeira edição, o Concertino para violino e orquestra de cordas em lá menor (apenas para a categoria B) dividese em três movimentos, com cadências (solos) nos dois últimos: Allegro ma non molto, Andante lamentoso e Allegro. Teve primeira audição mundial em 15 de dezembro de 2005, durante a oitava edição do festival Virtuosi, no Teatro de Santa Isabel, no Recife. Na ocasião, o concertino foi gravado ao vivo e integrou o álbum duplo A música erudita de compositores populares pernambucanos, com outras obras do próprio Clóvis (a exemplo das Três peças nordestinas, que integram o repertório da OCC), de Capiba e de Maestro Duda.

Clóvis Pereira Filho, professor de violino da Orquestra Criança Cidadã e solista da prémière do Concertino, conta que recebeu a partitura de seu pai para estudá-la quando já estava concluída e aconselhou alguns ajustes técnicos, idiomáticos e de sonoridade. “Durante as execuções (acho que o Concertino foi tocado umas 10 vezes até hoje [incluindo a turnê nacional que a OCC realizou em 2015]), houve algumas coisas que foram melhoradas, inclusive umas que vou rever com ele [o compositor] agora”, detalha. A redução da peça para piano será publicada no site do concurso.

Para os candidatos classificados à etapa final do concurso, na categoria B, o professor Clóvis Filho orienta: “a primeira coisa no Concertino é você se preocupar com a parte rítmica e com a questão métrica, porque é um concerto que aparenta ser simples, mas que tem muitas pegadinhas – síncopes, contratempos... – e isso pode confundir um pouco”. Além da premiação para ambas as categorias, os primeiros colocados farão concerto com a Orquestra Criança Cidadã no dia 30 de novembro ou 1° de dezembro, em local a ser definido. Haverá também um prêmio especial para o melhor executante do Concertino.

INSTRUÇÕES – A comissão organizadora do concurso chama atenção para o correto envio dos vídeos e dos documentos discriminados no edital. No total, o I Concurso de Jovens Solistas concederá até R$ 9.500,00 em prêmios e estimula a escolha de obras nacionais pelos candidatos, quando a opção for livre (vide box adiante). O idealizador e coordenador geral da Orquestra, João Targino, conta que está ansioso para entregar a premiação aos vencedores, prevista para o dia 1° de dezembro. “Como construtor de uma obra cultural que exalta talentos musicais, não posso deixar de expressar minha mais acendrada satisfação em vislumbrar os meninos e meninas, não apenas da Orquestra Criança Cidadã, mas de todo o Brasil, demonstrando sua arte nesse concurso de jovens solistas”, ressalta.

Confira outras edições