Revista Criança Cidadã - Matérias

Solos marcam noite de concerto na Caixa Cultural Recife

Edição 23 - Maio/Agosto 2017

Pela primeira vez em quase três anos de existência, a Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Ipojuca privilegiou dois solos em concerto oficial e aberto ao público, na Caixa Cultural Recife, dia 19 de julho. A experiência teve um sabor especial para os solistas: os violistas Douglas Bezerra e Saulo de Lima e os violoncelistas Jedson Silva e Jandson da Silva, que tocaram, respectivamente, dois movimentos do Concerto para duas violas em sol maior de Telemann, e um movimento do Concerto para dois violoncelos em sol menor de Vivaldi. A ideia de programar solos no repertório partiu do maestro e coordenador pedagógico Márcio Pereira, que delegou aos respectivos professores a escolha dos solistas. O resultado, para o regente, não poderia ter sido melhor: “Foi além das expectativas, os meninos se dedicaram bastante e certamente o concerto de hoje ficará como uma data marcante na evolução da nossa Orquestra”. O violoncelista Jandson, 15, acredita que a oportunidade se abrirá para outros colegas. “Foi muito bom, pois além de tocar com o melhor amigo, foi divertido porque a gente se comunicou no olhar e confiou um no outro”, contou. Na plateia, a prefeita do Ipojuca Célia Sales também prestigiou o grupo musical, ao lado dos secretários Romero Sales (Educação), Oziel Lira (Juventude e Esportes), Puran Medeiros (Comunicação e Imprensa) e Bianca Lacerda (Mulher). A chefe do governo municipal não conteve os elogios: “É uma satisfação muito grande estar patrocinando esse projeto, e vê-los se apresentando é sempre emocionante e prazeroso”.

Ipojuca em encontro interdisciplinar na PB.

Em parceria com a Escola Municipal Ministro Jarbas Passarinho, também de Camela, um grupo de 15 instrumentistas abriu, no dia 15 de junho, o I Congresso Nacional em Educação & Práticas Interdisciplinares (Conepi), na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, em João Pessoa. A apresentação teve caráter inclusivo, pois cinco alunos da escola interpretaram Xote das meninas e Asa branca na língua brasileira de sinais (Libras). O repertório escolhido pelo maestro Márcio Pereira trouxe ainda a Ária na corda sol, de Bach.

Parceria OCC e escolas municipais em Camela.

Com a finalidade de se popularizar em Camela, a Orquestra inseriu as escolas do distrito em seu roteiro de apresentações. No dia 14 de junho, além do concerto-aula na Casa de Apoio à Criança e ao Adolescente, um grupo representativo sob a regência da professora Manoela Dias também levou a atividade à Escola Municipal Jarbas Passarinho. Já nos dias 22 e 27 do mesmo mês, foi a vez de a Escola Municipal Agro Urbana receber os músicos para a festa junina e uma audição local, respectivamente. O repertório tem sido predominantemente regional.

Músicos do Ipojuca em protagonismo juvenil.

No dia 1º de julho, um grupo de sete instrumentistas foi convidado para a abertura de encontro do projeto Nossa Praia é Semear, do Ipojuca, que está inserido na rede estadual para alunos do Ensino Integral e promove a vivência em protagonismo juvenil. Com os estudantes dessa modalidade de ensino reunidos em confraternização no dia de palestras e oficinas, os músicos executaram os hinos do Ipojuca e de Pernambuco. O repertório do maestro Márcio também incluiu peças regionais, a exemplo de Mourão, de Guerra Peixe e Clóvis Pereira.

Confira outras edições