Revista Criança Cidadã - Matérias

Orquestra Criança Cidadã e Caixa renovam contrato

Edição 22 - Janeiro/Abril 2017

Pelo oitavo ano seguido, o banco manteve o aporte ao projeto, garantindo a manutenção de atividades e reconhecendo o trabalho de valorização de imagem de ambas as marcas.

- Tamíz Freitas

Um dos patrocinadores mais antigos da OCC, a Caixa Econômica Federal (CEF), procedeu à renovação de patrocínio ao projeto pelo oitavo ano seguido, no dia 03 de fevereiro, em solenidade na sede da Orquestra, no Quartel do Cabanga. Na ocasião, autoridades dos três poderes do Estado de Pernambuco estiveram presentes e foram recepcionadas pelo idealizador e coordenador geral da OCC, Dr. João Targino, além do presidente da Caixa. Gilberto Occhi. Após a assinatura do contrato, os músicos da Orquestra Jovem encantaram os visitantes com uma apresentação exclusiva.

Entre os convidados, estavam: o desembargador Leopoldo Raposo e o diretor geral Ricardo Lins, do Tribunal Judiciário de Pernambuco (TJPE); o deputado estadual Guilherme Uchoa, presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe); o General Hélcio de Freitas Martins, representando o Exército Brasileiro (EB); o Defensor Público Geral do Estado de Pernambuco, Manoel Gerônimo, e o Secretário Estadual de Educação, Frederico Amâncio.

Em nome da Orquestra, Dr. Targino agradeceu à Caixa e a todos os demais parceiros da OCC: “É muito fácil acreditar em bilionários, difícil é acreditar nesses meninos, que são pobres em bens materiais, mas ricos no bem imaterial que é o talento. E a Caixa aposta nisso pela oitava vez”. Ainda no agradecimento, lembrou-se do apoio dado pelo banco para que os músicos viajassem a Nova Iorque, em dezembro do ano passado, para a apresentação nos 70 anos da Unicef, no plenário da Organização das Nações Unidas (ONU).

Ronald Cruz, 19, é violinista e está na Orquestra desde a sua fundação, em 2006. O instrumentista pôde ver de perto as conquistas do projeto com o apoio financeiro da Caixa e de outros patrocinadores. “A renovação tem mais um intuito de vitória, pois vai ajudar em todas as despesas, que vão desde os instrumentos, às roupas e à estrutura em geral”, celebrou. Gilberto Occhi agradeceu pelo momento vivenciado com os músicos. “Nós somos um dos que ajudam a Orquestra, mas são vocês que são responsáveis pelo sucesso próprio”, enfatizou.

Reconhecendo o benefício promovido pela Orquestra à sociedade pernambucana, através dos 360 músicos vinculados ao projeto, o secretário Frederico Amâncio apontou a possibilidade de que a Orquestra oferta para que seus alunos abram os horizontes através da música, e citou o exemplo de um deles (o contrabaixista MarvsonArouxa, do núcleo do Ipojuca), que havia retornado há poucos dias do intercâmbio musical provido pelo governo estadual – Ganhe o Mundo Musical – destacando a Orquestra como celeiro de descoberta desses talentos: “É preciso dizer que além de uma escola de música, aqui temos um projeto social incrível”.

O presidente do TJPE Leopoldo Raposo reiterou a importância do olhar das instituições civis para a sociedade: “A Orquestra resgata os jovens da situação de déficit de cidadania para que tenham a oportunidade de mostrarem o talento, a arte”. O desembargador aproveitou para anunciar que o TJPE irá outorgar à Orquestra a mais alta comenda do órgão máximo do Judiciário, a Medalha do Mérito Joaquim Nunes Machado.

ENCONTRO CAIXA 2017 – Menos de uma semana após o encontro com o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Gilberto Occhi, em solo pernambucano, para a assinatura da renovação do contrato de patrocínio com a Orquestra, 22 músicos foram para Brasília a convite de Occhi, para se apresentarem, no dia 09 de fevereiro, no Encontro Caixa 2017 (vide página 07). O evento, que ocorre anualmente com gestores do banco de todo o Brasil, contou com a presença de ministros federais e do presidente da república, Michel Temer.

Confira outras edições