Revista Criança Cidadã - Matérias

Apresentando-se para todo (o) mundo

Edição 21 - Setembro/Dezembro 2016

Mal comemoramos os 10 anos de existência da Orquestra Criança Cidadã e já estamos focados em voos mais altos, ou melhor, mais distantes. Esta edição da Revista Criança Cidadã, prevista para sair no final de dezembro, foi antecipada em um mês, a fim que os leitores pudessem, de antemão, saber um pouco sobre a viagem de participação da Orquestra Criança Cidadã a Nova Iorque nas solenidades do aniversário de 70 anos da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). O convite foi formulado em junho e ratificado oficialmente em outubro, após a definição da data da participação da OCC: 12 de dezembro, às 21h (horário do Recife).

Na Children’sTakeover (Invasão das Crianças, em tradução livre), crianças e adolescentes do mundo inteiro falarão sobre suas experiências de liderança e superação com o apoio da Unicef. A Orquestra Criança Cidadã abrirá o encontro com duas célebres músicas representativas da cultura popular brasileira, Aquarela do Brasil e Asa Branca, e voltará para uma apresentação com outras três músicas entre os discursos e vídeos: um medley (pot-pourri) com Wave, de Tom Jobim, Tico-tico no fubá, de Zequinha de Abreu, e Último dia, de Levino Ferreira, mais dois clássicos da música armorial — Chegança, de BennyWolkoff, e Mourão, de César Guerra-Peixe e Clóvis Pereira. Dos detalhes, você ficará sabendo na próxima edição da Revista Criança Cidadã, junto com a cobertura completa do evento.

O elenco da Orquestra — com 37 músicos (33 do Coque e 04 do Ipojuca) e 08 integrantes da equipe de produção, apoio e direção — chegará aos Estados Unidos dia 08 de dezembro e fará um concerto na Igreja de Nossa Senhora de Pompeia, na Ilha de Mannhattan, dia 09. No mesmo dia terá visitado a JuilliardSchool, uma das mais importantes escolas de música e artes no mundo. E ensaiará para o grande momento da viagem no dia 11. O dia 13 será reservado para descanso e visitas turísticas, antes da volta ao Brasil, dia 14.

A Orquestra Criança Cidadã registra seus agradecimentos à Caixa Econômica Federal, principal patrocinadora de nossa viagem; aos Serviços Humanitários da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; à Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco; ao hotel Roger Smith; ao Consulado dos Estados Unidos da América no Recife; à Compesa; à Pernambucred; ao Ministro da Cultura, Marcelo Calero, que tornou-se grande entusiasta da OCC desde quando conheceu o projeto, em junho passado; ao Governador Paulo Câmara; ao Deputado Guilherme Uchôa, presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco; ao Desembargador Leopoldo Raposo, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco; Carolina e James Rosenstein, da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, principais incentivadores e divulgadores do trabalho da OCC em território norte-americano; a David Ohana, Angus Ingham, JayashriWyatt e KatarzynaKrol, da Unicef, pelo convite e apoio; e a todos os que contribuíram nas duas campanhas de crowdfunding que empreendemos, no Brasil e nos Estados Unidos, para que a viagem se concretizasse.

No Espaço Cultural e Esportivo Criança Cidadã, a expectativa é estruturar a nova sala de judô do projeto, que vem revelando novos talentos locais para o esporte, nascidos e criados na comunidade do Caiara, bairro do Cordeiro, no Recife. A campanha de arrecadação coletiva feita via internet não conseguiu alcançar o resultado desejado, mas a equipe administrativa do Espaço e da ABCC voltou a campo para conseguir doações e as chances de chegar à meta voltaram a crescer.

De passagem, registramos nossas condolências por duas perdas da Orquestra neste semestre. Moysés Barros foi aluno do projeto desde a inauguração, em 2006, e acompanhou a OCC nas três viagens que ela fez ao exterior - 2013, na Alemanha; 2014, Vaticano e Portugal; 2015, Itália. Sua morte, no início de agosto, foi repercutida pela imprensa e lamentada por alunos e professores. Já João Batista, primeiro professor de luteria da Orquestra, estava internado desde setembro e faleceu devido a complicações acentuadas pela idade avançada (89 anos).

No mais, fica reforçado o chamado: no próximo número da Revista Criança Cidadã, que sairá no final de abril, confira tudo sobre a viagem da Orquestra Criança Cidadã a Nova Iorque, e muito mais novidades. Boa leitura!

Confira outras edições