Revista Criança Cidadã - Matérias

OCC em notas (parte 1)

Edição 21 - Setembro/Dezembro 2016

- Concerto de 10 anos conta história de sucesso da Orquestra Criança Cidadã

A história de transformação social promovida pela Orquestra Criança Cidadã teve seu décimo aniversário comemorado no dia 02 de setembro, com homenagens, lançamento do álbum Concertos de Bach para violino e orquestra por Orquestra Criança Cidadã e Yoko Kubo, participação especial da própria Yoko Kubo e performance de três grupos orquestrais do projeto social.

A solenidade reuniu mais de 600 pessoas no Teatro Luiz Mendonça e teve início com os agradecimentos do idealizador e coordenador geral da Orquestra, juiz João Targino. O desembargador Nildo Nery, presidente da ABCC também saudou o público e, aos 84 anos, emocionou a plateia pelo exemplo na luta pela justiça social. “Fiquei muito feliz em ver o reconhecimento do público pelo trabalho do projeto e aproveito para agradecer a todos que, nesses 10 anos, promoveram na Orquestra a verdadeira cidadania”, discursou.

- Destaque da OCC ganha bolsa em Israel

Durante a solenidade, houve a entrega da premiação para profissional, professor e aluno destaques da Orquestra O contrabaixista Antonino Dias, 23, foi selecionado para integrar a Buchmann -Mehta School of Music, escola de música da Tel-Aviv University (TAU), em

Israel. A universidade tem parceria com a Orquestra Filarmônica de Israel, onde Antonino terá a chance de se apresentar para Zubin Mehta, renomado regente indiano e atual diretor artístico da Filarmônica. Antonino viajou para o Oriente Médio no dia 20 de outubro para passar quatro anos se dedicando à formação acadêmica, tomando aulas com o professor Nir Comforty. O jovem integrou o projeto social entre 2006 e 2013, quando saiu para assumir cargo público na Orquestra Sinfônica de Goiás.

- Mascote OCC

No dia 21 de setembro, alunos, professores e funcionários votaram pela escolha do nome da mascote oficial da OCC, que mobilizou os dois núcleos do projeto. A concepção da mascote, da designer Aline Tavares, teve como mote a afeição que os funcionários da Orquestra têm por gatos, e criou um gatinho com batuta e roupa de maestro. O resultado saiu no início da tarde do dia 22 de setembro e o nome vencedor foi Batutinha, com 134 votos, somando os dos núcleos do Coque e do Ipojuca.

Confira outras edições