Revista Criança Cidadã - Matérias

A Propósito de Inclusão Social

Edição 06 - Março/Abril 2011

Nesta última década, vêm sendo desenvolvidos excelentes projetos humanitários. Um deles, em Nova York, com o trabalho da trupe de artistas “Clown Care Unit”, fazendo a alegria de crianças, familiares e profissionais da saúde nos hospitais. O palhaço Wellington Nogueira decidiu expandir essa ideia para o Brasil, levando esperança e conforto para meninos e meninas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife.

Os Doutores da Alegria apresentam espetáculos lúdicos como o “Senhor Dodói”, o musical “Poemas Esparadrápicos”, entre outros, ajudando psicologicamente na recuperação dos enfermos. O projeto já conquistou importantes prêmios pelo trabalho solidário com as crianças: Prêmio USP de Direitos Humanos, em 2005; o da Fundação Abrinq, pelos Direitos da Criança; e o Prêmio Marketing Best Responsabilidade Social, em 2002.

Em Pernambuco, outro destaque é a ONG Auçuba, que tem como objetivo principal promover a defesa dos direitos das crianças, dos adolescentes e jovens. A referida ONG desenvolve atividades relacionadas à comunicação e à educação através dos programas “Escola de Vídeo”, “Oi Kabum!” e “Escola de Arte e Tecnologia”.

Um projeto plenamente vitorioso é o da Casa da Criança. Os arquitetos pernambucanos Patrícia Chalaça e Marcelo Souza lançaram-no em 1999, ao lado de decoradores, com o objetivo de proporcionar, ao público infanto-juvenil, locais com apreço físico, de boa qualidade, além de cobrar do governo um melhor atendimento médico para os pacientes com câncer.

Dezenas de outros projetos podem ser exaltados, além dos que integram a Campanha Clarear: Fundação Terra, dirigida pelo padre Airton Freire; Pastoral da Criança; Organização do Auxílio Fraterno; Movimento Pró-Criança, liderado pelo professor Sebastião Barreto Campello; e a nossa Associação Beneficente Criança Cidadã. Enfatizo, aqui, o trabalho da AACD, do Imip, da Obra de Maria e – este com especial destaque – o Tênis Para a Vida, que conheci no mês de março.

Trata-se de uma ação admirável, por usar a prática esportiva como meio de inclusão social. Sediado em Boa Viagem, o projeto tem demonstrado grande efetividade na busca pela cidadania das crianças da comunidade local através do tênis. Atualmente, são 60 crianças de 57 famílias atendidas com suporte de cesta básica mensal, atendimento médico e orientação às crianças e aos pais. Planejamos trazê-la à ABCC.

DIA DA BELEZA

O Espaço Criança Cidadã Dom Helder Camara, nosso projeto, promoveu, no dia 15 de fevereiro, um dia de estética para seus beneficiários. Uma equipe de cinco cabeleireiros do grupo Edelson, articulada pela sócia-fundadora da ABCC, Des. Helena Caúla, foi a responsável pelo tratamento de beleza de cerca de 80 crianças e adolescentes. Além do dia da beleza, os participantes do Espaço receberam kits de higiene pessoal e doméstica e fardamento, composto de camisa, calça, meias e sapatos.

TRANSFORMAÇÃO

A coluna parabeniza a Dra. Nair Andrade, coordenadora do Espaço Criança Cidadã, pela notável dedicação ao projeto, que vem se estruturando e se transformando em uma área agregadora de vários cursos profissionalizantes. A comunidade do Cordeiro agradece.

FUNDAÇÃO TERRA

Agora temos um novo parceiro dentro da Campanha Clarear: a Fundação Terra, do incansável Padre Airton Freire. A ABCC dá as boas-vindas e deseja que essa parceria se prolongue por muito tempo.

Confira outras edições