NOTÍCIAS

26/março/2010

Educação tem novas ações para o Música nas Escolas

Com o apoio do Estado, o projeto vai receber benefícios, como novos instrumentos e capacitações profissionais.

Pelo Diário Oficial
A compra de 600 novos instrumentos, mais a contratação de 60 estagiários regentes e a capacitação para 200 regentes do Estado vão implementar o Projeto Música nas Escolas, da rede estadual de ensino. O anúncio coube ao secretário de Educação, Danilo Cabral, durante o lançamento da II Copa Pernambucana de Bandas e Fanfarras, esta semana no Teatro Guararapes, do Centro de Convenções, em Olinda.

O evento, que contou com a participação de 2,5 mil estudantes de 47 escolas da rede, marcou a inclusão da atividade no calendário oficial do Estado. Na oportunidade, o Secretário fez questão de afirmar que "trabalhamos para garantir cidadania aos estudantes matriculados na rede estadual e, por isso, acreditamos que a cultura precisa está atrelada ao trabalho pedagógico desenvolvido nas unidades de ensino", disse.

O coordenador do projeto, Waldenilson Cunha, agradeceu o apoio da Secretaria de Educação e disse que, pela primeira vez, um Governo tem o foco nas ações das corporações musicais. "Hoje temos um trabalho reconhecido por outros Estados brasileiros e isso é fruto de uma atividade séria desenvolvida em parceria com a Secretaria, os profissionais e as escolas", explicou.

Waldenílson informou que para a aquisição dos novos instrumentos a SE investirá R$ 400 mil e que as capacitações para os regentes vão ser realizadas por professores do Conservatório Pernambucano de Música - CPM, do Centro de Criatividade Musical e pelo maestro Antônio Domingos Sacco.


Investimento

Desde 2007, a SE vem trabalhando para fortalecer a cultura de bandas no Estado, apoiando concursos e eventos nessa área, fornecendo instrumentos musicais e verba para a manutenção das bandas. Em 2009, a Secretaria investiu R$ 2,2 milhões na aquisição de instrumentos musicais para 117 bandas de escolas estaduais (ação contou com investimentos da ordem de R$ 1 milhão) e para reposição de instrumentos, fardamento e pagamento dos maestros de bandas e fanfarras de 160 escolas estaduais (R$ 1,2 milhão).

Atualmente 320 escolas possuem grupos de bandas e/ou fanfarras. Até o ano passado eram 272 unidades com corporações. Foram adquiridos os instrumentos: cornetas, cornetões lisos, bombardino, tuba de um pisto, flughorn, trompete sib, bracinho mib, trombone tenor, trombone de vara, bombardão, souzafone, clarineta, saxofone alto, saxofone tenor, bombos, caixas, pratos, atabaques, bombo sinfônico.

Veja mais notícias