NOTÍCIAS

03/fevereiro/2011

Juiz condena empresa a promover campanha contra venda de bebidas a adolescentes

A empresa deve providenciar a produção de 500 cartazes e 10 mil panfletos a serem distribuídos nos estabelecimentos que vendem bebida alcoólica

JC Online
Em decisão inédita no Estado, a Vara Regional da Infância e Juventude da 18ª Circunscrição, com jurisdição em Petrolina e outras cinco Comarcas do Sertão do São Francisco, condenaram uma empresa de eventos a promover uma campanha contra a venda de bebidas alcóolicas a crianças e adolescentes. A decisão se deu depois que a produtora transgrediu a Portaria n.º 001/2010, editada pelo juiz Marcos Bacelar, que regulamenta a entrada e permanência do público infanto-juvenil em locais e festas públicas.

Pelo acordo homologado na Justiça, a empresa deve providenciar a produção de 500 cartazes e 10 mil panfletos a serem distribuídos em todos os estabelecimentos que vendem bebida alcoólica. Além disso, a campanha deve ser veiculada em emissoras de rádio e inclui também o envio mensal de torpedos virtuais com conteúdo informativo para 47 mil emails. Acampanha, que vai durar quatro meses, começa ainda em fevereiro.

Apesar da punição inédita, esta não é a primeira vez que o juiz da Infância e Juventude condena estabelecimentos comerciais de Petrolina por desrespeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e às orientações da Portaria n.º 001/2010. Só em 2010,nove punições foram aplicadas a responsáveis por estabelecimentos ou eventos com multas que variaram entre três e 20 salários mínimos.

Em vigência desde o dia 19 de agosto do ano passado, a portaria condiciona a entrada de crianças e adolescentes em shows, bailes, boates e afins à apresentação de alvará judicial ou autorização escrita dos pais com firma reconhecida, destinada a um responsável. Os estabelecimentos que descuprirem as determinações, em caso de reincidência, podem vir a ser fechados por período de tempo estipulado pelo magistrado da Infância.

Veja mais notícias

Nossos Projetos

Parceiros

Tribunal de Justiça de PernambucoUniversidade Federal Rural de PernambucoSesiUniversidade Federal de PernambucoInstituto Marista de SolidariedadeAiesecDefensoria Pública de PernambucoCaixa Econômica FederalUninassauGoverno Federal

SIGA-NOS

NEWSLETTER