NOTÍCIAS

05/julho/2010

Governo do Estado amplia programa Leite de Todos

A distribuição do leite, ingrediente fundamental para a nutrição infanto-juvenil, deverá ser estendida a todo estado

Pelo Diário Oficial
O Programa Leite de Todos, iniciado há cerca de dez anos através de convênio firmado entre o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome - MDS e a Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária - SARA, vem sendo ampliado pelo Governo do Estado, não só pelo número de pessoas atendidas, mas, também pelo quantitativo de municípios beneficiados.
A distribuição de leite, que inicialmente chegava a 40 mil litros por dia, agora beneficia a população pernambucana em situação de risco social, com aproximadamente 90 mil litros em cerca de 160 municípios dos 185 do Estado. Por meio de entidades cadastradas, a distribuição é feita mediante a avaliação da necessidade e da quantidade de pessoas que desejam obter a assistência. Atualmente, o Programa conta com cerca de 770 entidades atendidas que repassam o leite todo dia ou alternadamente.

Com o Leite de Todos, o Governo consegue a redução da mortalidade infantil e da incidência de doenças, promovendo a melhoria dos padrões de saúde e qualidade de vida das famílias com renda até meio salário mínimo. Mas a prioridade é "beneficiar crianças dos seis meses aos seis anos de idade e gestantes carentes. As nutrizes - mães que estão em fase de amamentação - recebem o benefício por até seis meses. Depois disso a criança é credenciada até os seis anos para receber o alimento", diz Luciana Torres, supervisora do Programa.

"O processo de avaliação de associações é basicamente o mesmo do início do Programa, o credenciamento de laticínios também. A associação procura a Secretaria de Agricultura, que é o órgão responsável pela seleção das beneficiadas, levando toda a documentação da entidade e a quantidade de pessoas necessitadas para que seja feita uma avaliação de acordo com a demanda e disponibilidade. Em caso de irregularidade em associações, ela é descredenciada e cede espaço para outra que esteja em espera", explica a supervisora.

O Departamento de Programas Especiais registra as fiscalizações que as equipes realizam em associações/entidades para o controle do destino dado ao alimento e fazer com que ele chegue aos beneficiados de forma segura. Um rigoroso monitoramento dos laticínios e das empresas responsáveis pela logística, também é feito. A Assessoria de Controle de Qualidade visita as associações e os fornecedores, faz coletas de leite para análises, assessora e contribui ao máximo para a qualidade do alimento e expansão do projeto.


Pecuária familiar

Ainda de acordo com Luciana, o Centro de Abastecimento Alimentar de Pernambuco - Ceasa/PE realiza o contrato de fornecimento de leite para o Programa com 22 fornecedores, que adquirem o leite cru de pequenos produtores integrantes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - Pronaf. O Leite de Todos faz parte também da estratégia governamental Fome Zero para promover a segurança alimentar e nutricional da população.

Veja mais notícias