NOTÍCIAS

17/julho/2018

Alunos da ABCC aprendem a confeccionar máscaras

Ministrada pelo artista plástico Raimundo Soares, oficina de criação teve início nesta terça (17) e vai até o dia 2 de agosto

Houldine Nascimento
De 17 de julho a 2 de agosto, os alunos da Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC) estarão imersos no universo das belas-artes graças a uma oficina de confecção de máscaras ministrada pelo artista plástico Raimundo Soares na sede do projeto, no Cordeiro. Nesta terça-feira (17), primeiro dia da iniciativa, as crianças aprenderam a manusear materiais essenciais para a produção, como argila – utilizada como molde – e papel machê, que é a base da máscara.

“Além da argila e do papel picado, utilizamos fibra, gesso e isopor. Por dia, podem ser feitas entre duas e três máscaras, sempre aproveitando material reciclável. É um processo”, explica Soares, que atua há mais de duas décadas como bonequeiro e na feitura de máscaras.

Ainda de acordo com ele, a escolha por instruir vários jovens na criação artística é uma forma de prevenir que eles entrem na criminalidade. “Há pouco, perdi dois amigos por causa das drogas. Então, tenho o maior prazer de estar aqui dando aula para essa criançada e evitar que elas sigam uma vida errada”, comenta.

Deivison Santos, 13, foi um dos alunos que participaram da aula inaugural. “É legal mexer com isso. Nunca tive uma oportunidade assim. O professor explicou como colocar o papel por cima da argila, que é preciso molhar o papel antes. Está sendo divertido”, avalia.

Cada peça pode ser vendida a R$ 15. Segundo a presidente da ABCC, a arquiteta Myrna Targino, a expectativa é de expor os trabalhos produzidos pelos alunos até o fim do ano. “Nossa intenção é a de fazer uma exposição com as máscaras confeccionadas pelos alunos da oficina e que toda a renda arrecadada com as vendas do material seja revertida para as próprias crianças. Assim, esses meninos e meninas poderão ter mais uma opção profissional a seguir”, detalha.

APRESENTAÇÃO DE FREVO – Pela manhã, Raimundo Soares conduziu uma apresentação cultural na ABCC que teve o frevo como tema. Passistas da Companhia Frevartt de Dança, de Olinda, e um boneco gigante abrilhantaram o espetáculo. Líder do grupo, o coreógrafo Carlos Ferreira ensinou a alunos e profissionais da ABCC passos variados do ritmo que costuma fazer a festa dos pernambucanos e turistas durante o Carnaval.

Veja mais notícias