NOTÍCIAS

05/dezembro/2016

Time de judocas da ABCC passa a contar com novos kimonos para treino

Grupo de funcionários da Chesf se mobilizou em campanha interna para a doação de materiais

Houldine Nascimento
Vinculado à ABCC, o programa de judô do Espaço Cultural e Esportivo Criança Cidadã recebeu o apoio de funcionários da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf). Numa clara demonstração de solidariedade, estes profissionais fizeram a doação de 26 kimonos para treinamento, durante cerimônia realizada no auditório da empresa, na tarde desta sexta-feira (2).

A iniciativa partiu do gerente de projetos da Chesf, Douglas Nóbrega, que reuniu alguns colegas buscando angariar recursos que possibilitassem a aquisição dos materiais. “Acompanho o projeto da ABCC há muito tempo. Vi que vocês fizeram a campanha ‘Judô Cidadão’ para arrecadação financeira, mas infelizmente não deu certo. Por isso, resolvemos fazer um mutirão para ajudar de alguma forma”, explica.

Ainda segundo Nóbrega, mais de 40 funcionários se empenharam na causa para que os educandos não tenham de revezar os kimonos enquanto treinam. Como forma de agradecimento, os judocas fizeram uma apresentação musical sob a coordenação da professora Carmen Lucia. No repertório, um pot-pourri natalino que reuniu clássicos como "Jingle Bells" e "Bom Natal".

Numa performance solo, a violoncelista Amanda Lopes chamou a atenção pelo arrojo ao condensar composições de Gaspar Cassadó. Após a apresentação, o funcionário da Chesf Jurdival Pino presenteou a ABCC com uma flauta.

O gerente administrativo do Espaço Criança Cidadã, Gleikson Ferreira, agradeceu aos doadores pelo apoio. “Em nome do presidente Nildo Nery, nós entregamos uma palavra de gratidão por esse momento muito importante para a nossa instituição, por proporcionar a cidadania para essas crianças”, avalia.

Em 2015, a educanda Sabrina Ferreira, 13 anos, foi campeã pernambucana de judô. Uma das beneficiadas, ela espera que as novas vestimentas ajudem-na a avançar no esporte. “Hoje sou faixa amarela e espero passar para a laranja. Eu agradeço pelo kimono. Nem sabia que ia ganhar”, revela.

A mãe de Sabrina, Lucicleide Ferreira, integra uma cooperativa de material reciclável. A renda obtida no trabalho não seria suficiente para comprar um kimono e, assim, realizar o sonho da filha. Por isso, ela celebra a doação. “Chegou numa boa hora porque eu não tenho condições de comprar um kimono para ela. Deus abençoou e deu esse presente de Natal maravilhoso”.

O projeto de judô da Associação Beneficente Criança Cidadã teve início em dezembro de 2013. Hoje, atende cerca de 150 alunos, entre 7 e 14 anos de idade, na sede da instituição, no Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Além do esporte, os pequenos entram em contato desde cedo com a música.

Veja mais notícias