NOTÍCIAS

05/novembro/2015

Premiações marcam o encerramento das Olimpíadas Criança Cidadã

Escola Mardônio Coelho foi campeã geral da competição e levou nove troféus para a instituição

Por Devanyse Mendes
Em clima comemorativo, as Olimpíadas Criança Cidadã tiveram o seu fechamento na última quarta-feira (4). Troféus de ouro, prata e bronze foram entregues na solenidade de encerramento, realizada no auditório da Secretaria de Educação do Estado, no Bairro da Várzea. O primeiro, segundo e terceiro lugar ficaram com as escolas Mardônio Coelho, Monte Verde e Fernando Mota, respectivamente.

No período de 19 a 30 de outubro, as disputas movimentaram cerca de 1,4 mil alunos da rede pública de ensino pernambucana. O projeto é fruto da parceria entre a Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC), as Secretarias de Educação, de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude e de Turismo do Estado e o Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Distribuídas em 11 modalidades, 20 escolas participaram dos jogos. A entrega das premiações teve a participação do presidente da ABCC, Nildo Nery; do secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio; da secretária executiva de Desenvolvimento da Educação, Ana Selva; do juiz da Vara da Infância e Juventude, Paulo Brandão; do presidente da Federação Pernambucana do Desporto Escolar, Ricardo Rocha; e do presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Elias Coelho.

O desembargador Nildo Nery foi homenageado durante o evento e recebeu uma bola de futebol assinada por todos os parceiros e apoiadores das Olimpíadas. “Hoje foi um momento para agradecer a participação de todos que estiveram envolvidos nessa iniciativa. A unidade e cooperação de todos é o que me dá força para continuar trabalhando pela cidadania”, afirmou Nery.

O juiz Paulo Brandão apontou que o Estado vive atualmente um tempo de contenção da violência, e é dever das instituições sociais, família, sociedade e escola combater o avanço dela. “As Olimpíadas são um modelo que deve ser seguido no Brasil inteiro. A atuação conjunta de toda a equipe fez com que os alunos enxergassem a importância da escola. Não há revolução social sem a participação do nosso pilar mais importante, que é a educação”, opinou o magistrado.

A professora de educação física da Escola Monte Verde Valdicles Miranda comentou que os alunos se tornaram mais participativos e aprenderam valores como trabalho em equipe e solidariedade, após a participação nas Olimpíadas. A estudante Ingrid Mayara Pinto, de 16 anos, é integrante da Escola Mardônio Coelho e apontou que a autoconfiança dos atletas levou a instituição a ser campeã geral dos jogos. “Muitas pessoas disseram que não iríamos passar nem das primeiras partidas. Nós provamos a nossa capacidade e levamos nove troféus”, enfatizou a jovem.

Veja mais notícias