NOTÍCIAS

19/junho/2015

Arraial completo para as crianças do Espaço Criança Cidadã

O evento aproximou, com diversão e comidas típicas, os pequenos beneficiários e a cultura local

Camilla Figueiredo
Um arraial com direito a quadrilha, casamento matuto, rei e rainha do milho, comidas típicas, barraca do beijo e muito forró. Assim foi o São João do Espaço Cultural e Esportivo Criança Cidadã, no Cordeiro, Zona Oeste do Recife, realizado na última quinta-feira (18). Os familiares e os professores das crianças beneficiárias também entraram na dança e contribuíram para a alegria e a beleza do evento cultural.

Houve apresentação de dança e das turmas do núcleo de música clássica, que tocaram, no violoncelo, “Asa Branca”, e do coral, todas com temas voltados para a cultura brasileira, especialmente a nordestina. Na barraca do beijo, as educadoras do Espaço distribuíram maçã caramelizada e pirulito para quem acertasse as perguntas de conhecimentos gerais.

“Tentamos trazer o multiculturalismo e a riqueza do Nordeste para que as crianças e os adolescentes não percam a referência cultural das nossas origens”, comentou a coordenadora pedagógica do Espaço Cultural e Esportivo Criança Cidadã, Mariza Maria Fabrício. Ela explicou, ainda, que os pequenos estão mais envolvidos a cada evento porque existe a preocupação por parte dos professores com relação à metodologia aplicada, que tenta aproximá-los das atividades propostas, fazendo surgir um interesse espontâneo.

A dona de casa Sueli Gomes da Silva, 27 anos, foi prestigiar as apresentações das três filhas — Vanessa, 12, Viviane, 11, e Sara, 7. A família mora no conjunto habitacional do Cordeiro e adorou a festa. “Eu acho ótimo. É bom porque se divertem eles e a gente também. Eu faço questão de estar presente nos eventos daqui do Espaço e nos da escola também; sei que é importante esse contato com a cultura local”, afirmou Sueli.

As crianças, o público-alvo da festa junina, foram as que mais aproveitaram. Emilly Gabrielly da Silva, 8, está no projeto há um ano e gostou da música, da dança e das brincadeiras. “Eu tive que faltar o São João da escola, que era hoje de manhã também. Preferi vir para cá porque a coreografia daqui é mais legal, e Alan ficaria sem par se eu não viesse”, ressaltou a matutinha.

Veja mais notícias