NOTÍCIAS

05/julho/2013

Orquestra conquista público com concerto erudito

Assessoria de Comunicação
Apesar das chuvas de inverno que vêm castigando a capital pernambucana, o público não deixou de comparecer ao concerto da Orquestra Criança Cidadã, no Teatro Luiz Mendonça, Parque Dona Lindu, na última quinta-feira (4). O show foi marcado pela apresentação oficial do novo spalla do grupo, Yuri Tavares, e por constituir a primeira performance com o adicional do novo núcleo de sopros. Professores do naipe, criado em dezembro do ano passado, também emprestaram seu talento na noite.

Sob a regência do maestro Gustavo Ginés de Paco, um grupo de câmara, composto por 19 instrumentos de corda, iniciou o concerto tocando o primeiro movimento da peça Sonata para Cordas, de Tchaikovisky. Após a abertura, as cordas e os sopros dividiram o palco e acompanharam a performance do solista, Alexsandro Castro. A plateia também pôde conferir os quatro movimentos da Sinfonia Nº 1, obra composta no séc. XVIII, por Ludwig van Beethoven. A apresentação chegou ao fim, embalada pela música Fugata, do compositor argentino Astor Piazzola.

Os amigos Andrea Trigueiro, Jéfte Amorim, Diego Gouveia e Aécio Júnior marcaram presença no Teatro Luiz Mendonça para ver a Orquestra Criança Cidadã. Nem as condições climáticas nem o trânsito complicado impediram que eles assistissem à apresentação. “Depois de um dia estressante, nada melhor do que relaxar, ouvindo esses meninos tocando”, apontou Jéfte Amorim.

O operador de telemarketing Aécio Júnior mora na cidade de Caruaru e chegou, no dia 2 de julho, ao Recife, para curtir as férias. Além dos passeios que já havia programado, ele incluiu o concerto no seu roteiro. “É a primeira vez que estou assistindo, ao vivo, uma apresentação deles. Já tinha visto na televisão, mas nada se compara a ver pessoalmente. É muito lindo, além de ser um projeto social maravilhoso”, comentou.

Nos primeiros anos da Orquestra, o jornalista Diego Gouveia trabalhava na Assembleia Legislativa de Pernambuco e acompanhou a criação do projeto. “É muito bonito ver a evolução deles, tanto socialmente quanto na área musical”.


Veja mais notícias