NOTÍCIAS

07/junho/2012

Muita emoção na final da partida de Queimado

A escola Felipe Camarão deixou seu nome nas Olimpíadas Criança Cidadã

Devanyse Mendes
A rivalidade marcou a disputa pelos primeiros lugares das partidas de queimado. Nesta quarta-feira (6 de junho), o time feminino das Escolas Álvaro Lins e Felipe Camarão e o masculino das Escolas Cândido Pessoa e Felipe Camarão se enfrentaram na final. Os jogos aconteceram ao mesmo tempo, nas quadras do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta III), no Recife.

As partidas foram decididas em melhor de três tempos. Na final feminina, cartões amarelos e advertências verbais da arbitragem aumentavam a tensão entre os times que comemoravam cada ponto. A Escola Felipe Camarão dominou a partida com jogadas elaboradas e muita agilidade, enquanto a Álvaro Lins se mantinha na defensiva, com ataques pontuais.

As meninas da Felipe Camarão levaram a melhor, vencendo o primeiro e o segundo tempos na melhor de três. A artilheira da partida foi a aluna Elaine Tavares. “Essa vitória significa muito para nós. Jogamos todos os dias na escola e somos muito entrosadas. Dominamos a partida e conquistamos a vitória”, afirmou a atleta.

O time masculino da Felipe Camarão também conquistou o título de queimado, fechando o placar em dois tempos a um. O jogo foi decidido ponto a ponto, numa disputa bastante acirrada. Os nervos estavam à flor da pele, e discussões paralelas entre os times eram advertidas a todo o momento.

No último tempo do jogo, a Felipe Camarão apresentava um time focado. Mesmo sem técnico, os competidores chegaram à conclusão que deviam brigar menos e jogar mais. A mudança de atitude foi decisiva para a partida. O atleta da escola Wellington Alves foi buscar o jogo. Partiu para cima da Cândido Pessoa e conquistou a artilharia do campeonato.

“Foram cinco jogos até a final, e passamos muito bem por todos eles. Nós jogávamos na escola por brincadeira mesmo, não eram treinos. Hoje, conquistamos o primeiro lugar, que eu quero dedicar ao nosso professor de educação física, Albérico Falcão, que nos ajudou e disse que podíamos conquistar tudo se acreditássemos primeiro em Deus e, depois, em nós mesmo”, disse Wellington.

O capitão Alef Viana deu um bom exemplo de competitividade e foi cumprimentar o time adversário após o final do jogo. “A rivalidade é só dentro da quadra”, completou.

Veja mais notícias

Nossos Projetos

Parceiros

Tribunal de Justiça de PernambucoInstituto Marista de SolidariedadeSesiDefensoria Pública de PernambucoUninassauCaixa Econômica FederalAiesecUniversidade Federal Rural de PernambucoGoverno FederalUniversidade Federal de Pernambuco

SIGA-NOS

NEWSLETTER